Terça-feira, 27 de Junho de 2017
 
             
 
  Vídeo   |   Fotos   |   Arquivo    
voltar



Artistas da Bienal de Cerveira indignados com a forma como as suas obras foram tratadas
Data: 2011-07-20

Um pólo da edição deste ano da Bienal de Cerveira, inaugurada no Sábado pelo Presidente da República, está encerrado por exigência dos artistas, que alegam ter ali obras expostas em “condições insalubres e indignas”.
José Manuel Soares, fotógrafo do Porto e o artista italiano Alberto Magrin, terão sido os primeiros a reclamar das condições em que os seus trabalhos estavam expostos no castelo de Vila Nova de Cerveira, antiga Pousada.
José Manuel Soares diz que os artistas sentem-se insultados pela forma como as suas obras foram tratadas e, por isso, o italiano Alberto Magrin pensa mesmo avançar com “um pedido de indemnização e uma queixa na Justiça contra o director e contra a própria Bienal por atentado à dignidade artística e ao seu trabalho.
Com as suas obras expostas no mesmo local a fotógrafa Regina Costa queixou-se do caso directamente ao director artístico do evento, Augusto Canedo e ao autarca local José Carpinteira. E ontem preparava-se para enviar uma carta a oficializar o seu protesto, subscrita por outros artistas. Na missiva, a artista descreve as “condições insalubres e indignas a que foram sujeitas as obras de cerca de 30 artistas”.
O director artístico da Bienal de Cerveira, Augusto Canedo, disse ao Jornal de Notícias que os “artistas têm razão” porque “a dignidade das suas obras tem de ser respeitada”…
Refere que a exposição está temporariamente encerrada no castelo, para se efectuar, aquilo que devia ter sido feito antes: a adaptação do espaço para a Bienal”. Espera que sexta-feira o problema esteja resolvido.
Canedo justifica o ocorrido com o facto de o castelo, sob a tutela da Direcção Geral do Tesouro e Finanças, ter sido disponibilizado tardiamente, a três dias da abertura do certame e com menos espaço que o previsto à organização.



Concelho: Bombeiros de Vila Praia de Âncora têm dívida de quase 50 mil euros a dois arquitectos .

Concelho: Concertos de Natal em Moledo e Caminha .

Distrito: Projecto ajuda famílias com crianças com multideficiência em férias escolares .

Concelho: Comércio do Vale do Minho sofre com quebras nas vendas de Natal .

Distrito: Passagem de ano no Alto Minho .

Distrito: Viana do Castelo vai ter nova rua .

Distrito: Trabalhadores dos ENVC regressam ao trabalho a 2 de Janeiro .

 
 
Comentários (0)   Comentar


voltar
Home | Sobre Nós | Notícias | Galerias | Arquivo | Apoios | Classificados | Publicidade | Contactos | Ficha Técnica
Definir como homepage | Recomendar página | Adicionar aos favoritos

CAMINHENSE © Todos os direitos reservados // Design Netgócio